Como a Global Entry facilita entrada de brasileiros nos EUA?

Está disponível para brasileiros a inscrição no programa Global Entry – “Entrada Global” em português – que facilita o ingresso de estrangeiros nos Estados Unidos. O Brasil negociava a participação no programa desde 2013 e foi oficialmente inserido na segunda-feira, 7 de fevereiro.  

O Global Entry foi criado com o objetivo de desburocratizar a entrada de estrangeiros no país e consiste, basicamente, em agilizar as filas de imigração, permitindo que os viajantes façam esse controle de maneira automática, em postos digitais.  

Para ter acesso a essa novidade, é preciso entrar no portal da Autoridade Aduana e Proteção de Fronteiras, a CBP, e seguir as instruções descritas no site, que são: 

  • Cadastro no portal; 
  • Pagamento de uma taxa de 100 dólares, equivalente a R$ 526,62 segundo a cotação do dia 09 de fevereiro de 2022, às 13h; 
  • Processo de análise por parte das autoridades estadunidenses; 
  • Entrevista com a Global Entry. 

Na última etapa é importante fornecer o passaporte e mais outra forma de identificação, como o RG.  

Concluído o registro no sistema da Global Entry, o viajante brasileiro está livre das filas de imigração, mas continua sendo exigido o visto americano, autorizando a entrada no país. 

Vale lembrar que a taxa não é reembolsável e o processo só segue conforme a autorização das autoridades dos Estados Unidos após a análise.  

O registro é válido por cinco anos. Chegando ao fim desse período, é preciso renovar o cadastro e pagar uma nova taxa. 

Quais os documentos necessários para entrar nos EUA?

Brasileiros que querem viajar aos Estados Unidos precisam ter em mãos: 

  • Visto americano; 
  • Passaporte; 
  • Teste RT-PCR com resultado negativo, realizado 24 horas antes de viajar; 
  • Permissão Internacional para Dirigir (caso tenha necessidade) 
  • Comprovante de imunização completa contra a COVID-19 concluída, no mínimo, duas semanas antes da viagem; 
  • Certificado Internacional de Vacinação. 

É recomendado, também, que o viajante providencie um Seguro Viagem, apesar de não ser obrigatório. Os custos com saúde no país são os mais caros do mundo e o seguro garante a assistência ou reembolso de despesas em situações emergenciais. 

A Belvitur está acompanhando os destinos mais procurados no mundo para proporcionar a você a melhor experiência de viagem. São 58 anos levando viajantes cada vez mais longe!