O que muda com as novas regras cambiais?

No início de dezembro, o Senado aprovou novas regras para o mercado de câmbio no Brasil, que muda pontos essenciais para viajantes que saem do país. 

A nova lei cambial altera o limite de compra das moedas estrangeiras, cria novas regras para venda, amplia as instituições capazes de fazer a troca de moedas, entre vários outros pontos. 

Vale lembrar que o documento final ainda precisa ser aprovado pelo presidente Jair Bolsonaro e pode demorar cerca de 1 ano para entrar em vigor. 

De qualquer forma, se prepare, porque terão muitos ajustes interessantes. Veja as mais importantes para os turistas! 

Limite de compra passa a ser 10 mil dólares 

Na lei atual, o limite de câmbio que pode ser adquirido por uma pessoa rumo ao exterior é de 10 mil reais. Com a mudança, esse valor sobe para 10 mil dólares, o equivalente a aproximadamente 55 mil reais. 

É a primeira vez, desde 1995, que esse número será alterado.  

Compra e venda entre pessoas físicas 

Essa prática é vedada no Brasil, mas a proposta do Congresso muda o cenário.  

De acordo com o documento, caso seja aprovada, a nova lei cambial permite a transação entre pessoas físicas, com o limite de 500 dólares, o equivalente a cerca de 2.800 reais. 

A justificativa é que assim, quando uma pessoa viajar ao exterior, adquirir câmbio e voltar com moedas estrangeiras sobrando, pode negociar com outros viajantes. 

Porém, vale a pena revisar o documento oficial para ver as exceções, afinal os chamados doleiros, aqueles profissionais que fazem essas transações de maneira recorrente sem autorização, ainda serão proibidos. 

Novos modelos de negócios 

Outro ponto interessante da nova proposta, é o incentivo a outras instituições financeiras, inclusive fintechs, para que também passem a fazer as transações de câmbio. 

Atualmente, somente agências autorizadas conseguem adquirir e transferir moedas estrangeiras, limitando o acesso a menos regiões e tornando o serviço mais burocrático.  

Envio de real para fora do país 

Atualmente, para enviar recursos a pessoas fora do país, é preciso fazer um contrato em agências cambiais ou comprar a moeda dominante no país de destino.  

A proposta é que o real passe a circular mais, inclusive fora do país, permitindo transferências da moeda para pessoas ou empresas no exterior.  

Como comprar câmbio hoje?

A Belvitur Câmbio é uma agência autorizada e segura para fazer as transações entre moedas antes de viajar.  

Vale a pena fazer a compra com antecedência, afinal, o preço do câmbio varia diariamente e assim, você pode acompanhar os momentos de alta e baixa.  

Quer saber a opinião de um especialista? Converse com o nosso time! Será um prazer te ajudar.